A gestão de pessoas é uma tarefa extremamente estratégica e importante para a empresa. Porém, você tem conhecimento dos principais desafios enfrentados pela gestão de pessoas atualmente? 

As mudanças no mercado impactam diretamente o setor de RH de uma empresa e é fundamental entender quais são esses obstáculos para conseguir superá-los.

Nós sabemos que as pessoas são o elemento central de qualquer organização, sendo que um bom ambiente de trabalho impacta diretamente a produtividade dos colaboradores. 

No entanto, gerir pessoas não é uma tarefa fácil, como muitos pensam. Muito pelo contrário, pois exige habilidades e estratégias específicas, já que é uma área cada vez mais relevante para as empresas. 

Por isso, neste artigo, vamos conhecer os principais desafios da gestão de pessoas e o que fazer para  superá-los. Então, continue a leitura!  

Desafios-da-gestão-de-pessoas

Principais desafios da gestão de pessoas 

O mundo corporativo passou por diversas transformações, fazendo com que o setor de RH se tornasse uma área crucial para as empresas. Como já vimos, isso ocorreu porque as organizações perceberam que os colaboradores são considerados elementos fundamentais para um bom resultado, tendo influência direta em seu crescimento.

Entretanto, para alcançar esse sucesso, veremos a seguir os principais desafios enfrentados pelo RH e algumas possíveis soluções para obter resultados mais efetivos.

Motivar os colaboradores 

Como já mencionamos aqui, a produtividade de um indivíduo está diretamente relacionada à sua motivação no trabalho. De acordo com a Teoria de Maslow, a motivação é o que impulsiona o ser humano a buscar alternativas criativas para alcançar seu autodesenvolvimento.

Quando um indivíduo inicia essa jornada de autossuperação, ele pode ativar todo o seu potencial e, assim, satisfazer suas necessidades sociais, de autoestima e de autorrealização. Uma pessoa motivada é capaz de inspirar os demais a sua volta, o que gera um efeito positivo para a organização. 

Isso pode resultar em um ambiente colaborativo, no qual todos estão dispostos a trabalhar juntos para alcançar um objetivo comum, como atingir metas ou solucionar problemas internos.

Por outro lado, a desmotivação também pode afetar outras pessoas. De acordo com um artigo publicado no Fórum Econômico Mundial em 2015, um colega de trabalho desmotivado e negativo pode, a médio e longo prazo, comprometer o engajamento e o desempenho dos demais membros da equipe.

Por esse motivo, a gestão de RH desempenha um papel fundamental nas empresas, ao trabalhar para reverter a desmotivação e garantir que os colaboradores estejam satisfeitos com seus cargos, remunerações e perspectivas de crescimento na empresa.

Devido a alguns contratempos do próprio mercado de trabalho, manter a motivação das pessoas pode parecer algo quase impossível. No entanto, com um planejamento estratégico e o trabalho conjunto dos líderes da empresa, é possível encontrar soluções interessantes para reverter essa situação.

Teste-grátis

Trabalhar com líderes despreparados 

A gestão de pessoas não é uma tarefa exclusiva dos setores de RH. Na verdade, uma política bem-sucedida de gestão de pessoas exige que haja envolvimento tanto do RH quanto dos líderes de uma empresa. 

É crucial que eles trabalhem juntos, cada um contribuindo com sua experiência e perspectiva para a organização.

No entanto, muitos líderes não veem o capital humano como um elemento valioso, o que pode dificultar o trabalho do RH. Isso ocorre porque eles não acreditam no potencial das pessoas dentro da empresa, o que leva à falta de aceitação e implementação de políticas e planos de aprimoramento para os funcionários.

Sendo assim, o investimento em pessoas é visto como a chave para o desenvolvimento, inovação e competitividade das empresas no mercado de trabalho.

No entanto, a solução para esse desafio é buscar a conciliação. É importante ressaltar que a participação dos líderes na gestão de pessoas envolve a cultura organizacional. 

Em algumas empresas, esse comportamento já é comum entre os gestores, enquanto em outras pode levar um tempo para se tornar realidade.

Independentemente disso, o diálogo e um compromisso com os resultados da empresa podem ajudar a convencer os líderes a acreditar, investir e valorizar o capital humano.

Capacitar e desenvolver pessoas 

Esse ponto está diretamente ligado com o anterior, uma vez que os líderes têm um papel fundamental na no desenvolvimento e capacitação da equipe. 

Com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e exigente, os colaboradores também precisam buscar maneiras para se aperfeiçoarem e crescerem. Dessa forma, nada melhor do que a própria empresa proporcionar esse conhecimento a seus funcionários. 

Por isso, oferecer treinamentos e capacitação para os profissionais é uma estratégia que traz benefícios tanto para a empresa quanto para seus colaboradores. Além de aprimorar as habilidades técnicas e aumentar a eficiência no trabalho, essa prática também desperta o engajamento do time.

Existem diversas maneiras de promover essa iniciativa. A empresa pode oferecer treinamentos internos, ministrados por especialistas da própria organização. No entanto, há outras formas de potencializar o desempenho dos funcionários.

Além disso, a empresa pode incentivar a participação em cursos externos, por meio de convênios e parcerias com instituições de ensino. Também é possível adotar a prática de microlearning, com cursos rápidos e específicos para atender necessidades pontuais identificadas através dos indicadores de desempenho.

Em suma, as iniciativas de desenvolvimento profissional têm um impacto positivo para ambas as partes: aumentam a produtividade dos colaboradores ao elevar seu nível de qualificação, e também promovem um sentimento de valorização e motivação.

Reter talentos 

Outro desafio da gestão de pessoas que o RH enfrenta em sua rotina é a retenção de talentos, ou seja, manter seus funcionários na empresa, uma vez que a rotatividade de colaboradores, conhecida como turnover, é bastante comum em muitas organizações.

A alta taxa de rotatividade pode ser indicativa de problemas como má administração, remuneração insuficiente, falta de flexibilidade, infraestrutura inadequada e oportunidades limitadas de crescimento profissional para os colaboradores.

Para lidar com esse problema, existem várias soluções possíveis, tais como o aprimoramento dos processos seletivos, desenvolver uma boa comunicação interpessoaloferecer um plano de carreira e investir na capacitação dos funcionários.

Newsletter

Promover uma boa cultura organizacional na empresa

Manter uma cultura organizacional alinhada com os objetivos da empresa é outro desafio que o RH precisa enfrentar. 

Contudo, muitas empresas têm negligenciado a importância da cultura em suas atividades.  Por isso, é fundamental que as empresas se voltem para este aspecto, reconhecendo que a cultura é um fator essencial para o crescimento e aprimoramento da organização.

Para tanto, é necessário realizar uma avaliação para compreender a identidade da empresa, seus objetivos, sua missão, visão e valores e como esses princípios podem ser aplicados para proporcionar benefícios, criar um ambiente de trabalho saudável e estabelecer relações interpessoais adequadas.

Acompanhar a jornada de trabalho dos funcionários 

A tarefa de acompanhar a jornada de trabalho e realizar o tratamento de ponto dos funcionários é um desafio para RH e DP, uma vez que são responsabilidades que exigem muito tempo. 

Dependendo do tamanho da empresa ou do tipo de trabalho realizado – presencial, home office ou híbrido – acompanhar a jornada dos colaboradores pode se tornar um obstáculo para muitos profissionais de RH.

Por exemplo, como um gestor de RH de uma empresa com mais de 200 funcionários pode acompanhar de forma precisa o horário de entrada e saída de cada um, identificar aqueles que fazem horas extras em excesso ou chegam atrasados com frequência? Parece quase impossível, não é mesmo? 

No entanto, o monitoramento da jornada de trabalho não só ajuda a evitar fraudes e erros na folha de pagamento, mas também permite que as empresas compreendam melhor a rotina dos seus colaboradores e possam intervir antecipadamente em quaisquer problemas. 

Sendo assim, a solução ideal é contar com um sistema de controle de ponto com monitoramento em tempo real. E isso é completamente possível com o For Time, o software de registro de ponto online da Ortep.

Com o For Time, os seus colaboradores podem registrar o ponto de diferentes formas, pois temos o tipo certo de registro para todo o tipo de empresa. 

Além disso, o For Time é um sistema de controle e tratamento de ponto que oferece informações automatizadas sobre os colaboradores para gestores e profissionais de RH. E tudo isso de acordo com a Portaria 671. Assim, fica mais fácil superar os desafios da gestão de pessoas, não é mesmo? 

Não perca mais tempo com processos burocráticos e comece agora mesmo a descomplicar o seu RH. Clique na imagem abaixo e faça um teste grátis.

Descomplique-o-seu-RH