Gestão de fornecedores: da seleção à homologação

Encontrar fornecedores que ofereçam produtos de qualidade a um custo competitivo e que, além disso, tenham compromisso com os prazos é uma tarefa árdua para os gestores de compras. Por esse motivo, a gestão de fornecedores é uma ferramenta tão importante para as empresas.

Por meio da gestão de fornecedores, é possível cultivar um bom relacionamento entre a empresa e os seus melhores parceiros, mantendo-os sempre por perto e reduzindo a necessidade de se buscar por novos fornecedores no mercado.

Mas, como encontrar os parceiros ideais para a sua empresa? Como eles podem ajudar uma organização a crescer e a se destacar no mercado? E como mantê-los, por muitos anos, ao lado da sua empresa?

Confira, a seguir, as principais etapas para a seleção e a homologação de um fornecedor e, também, como o gestor de compras tem um papel fundamental na gestão de fornecedores de uma empresa.

Como fazer a seleção de um fornecedor?

Há algum tempo, selecionar fornecedores no mercado deixou de ser uma simples cotação de preços. Como você já viu, o gestor de compras precisa avaliar, inicialmente, pelo menos três aspectos dos candidatos, que são:

  • o serviço prestado;
  • a qualidade desse serviço;
  • o preço.

A partir desses três critérios iniciais, o gestor de compras já é capaz de selecionar alguns fornecedores para fazer análises mais detalhadas sobre os futuros parceiros. De forma geral, devem ser verificados na próxima fase:

  • a qualificação técnica para a prestação do serviço;
  • a estabilidade econômica, que permitirá a continuidade da parceria;
  • o cumprimento dos compromissos fiscais e legais.

O objetivo desse levantamento é checar se o candidato à parceria é uma empresa devidamente regulamentada e se ela cumpre suas obrigações determinadas por lei. Entretanto, o cumprimento da lei nem sempre é o suficiente. Veja o porquê disso a seguir.

e-Book: O Guia Definitivo de como Otimizar as Compras da Empresa

Por que é importante checar o histórico de um fornecedor?

Cada vez mais, as empresas encontram consumidores mais exigentes e um mercado mais competitivo. Isso faz com que elas precisem adotar medidas importantes para manter sua imagem, o que, por sua vez, tem impacto direto na fidelização de clientes antigos e na conquista de outros novos.

Para o consumidor final, a associação que uma empresa faz com um fornecedor ou parceiro também diz muito sobre o que essa organização é. Isso tem a ver com a visão de mercado da empresa e como ela se posiciona diante de algumas questões.

Um exemplo disso é a responsabilidade ambiental. De nada adianta uma empresa criar planos de preservação e promover ações de plantio, se ela possui um fornecedor que desmata a Floresta Amazônica.

Em algum momento, essa informação pode vir à tona, prejudicando seriamente a imagem da empresa que contratou o fornecedor. Da mesma maneira, desrespeitar uma norma social (que pode, inclusive, ainda nem ser uma lei, mas que as pessoas veem como algo inaceitável) pode ser o caminho para o fracasso de uma organização.

Assim, a estratégia de parcerias adotada por uma empresa, incluindo a seleção e a homologação de fornecedores, possui um grande peso para fortalecer a imagem da organização no mercado ou, por outro lado, para destruí-la.

Por isso, os gestores de compras precisam estar atentos à toda a legislação relacionada ao negócio da sua empresa e também ao negócio dos seus fornecedores. Criar um check-list com as condições básicas para a validação de um fornecedor pode ser muito útil no processo de seleção.

Como fazer a homologação de fornecedores?

A homologação é a confirmação de que o candidato a fornecedor atende aos critérios necessários pré-estabelecidos pela empresa que está contratando. O objetivo dessa fase é ratificar que o futuro fornecedor possui as características necessárias para a construção de uma parceria baseada na confiança e na segurança para ambos os envolvidos.

Realizada a homologação, e com o andamento da parceria, o gestor de compras poderá proceder à qualificação de seus fornecedores. A qualificação é, na verdade, uma avaliação do fornecedor, na qual o gestor de compras verifica se o parceiro continua cumprindo os requisitos acordados no momento da homologação.

A qualificação é, inclusive, a parte principal da gestão de fornecedores. Se o fornecedor continua realizando entregas pontuais, mantendo um bom preço e um produto/serviço de qualidade, isso significa que a empresa tem interesse em mantê-lo como parceiro e, assim, tenderá a ser mais flexível nas futuras negociações de contrato.

A gestão de fornecedores é um processo longo e contínuo, que tem início já no processo de seleção dos futuros parceiros de negócio. Isso quer dizer que o gestor de compras é uma peça fundamental, para que esse procedimento ocorra de forma tranquila e agregue valor à sua empresa.

Acompanhando alguns critérios básicos e outros mais que sejam importantes para o negócio em questão, é possível encontrar os melhores fornecedores e, assim, projetar o futuro da empresa com mais tranquilidade e precisão.

Se você gostou desse artigo, assine a nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos sobre esse e outros assuntos relacionados.

Topo