O que é a Síndrome do Burnout

O esgotamento emocional de um profissional é extremamente prejudicial à empresa, pois afeta diretamente seu rendimento e a relação deste indivíduo com o meio que está inserido. A Síndrome do Burnout (como é conhecido esse esgotamento), deve ser algo presente em pautas da equipe de gestão de pessoas da organização, tratar esse desgaste se torna uma atividade essencial para conseguir que os colaboradores aumentem sua produtividade.

O que é a síndrome do Burnout

De uma forma bem simples podemos dizer que a Síndrome de Burnout é a exaustão emocional de uma pessoa em sua atividade profissional.

O distúrbio foi descrito pela primeira vez pelo psicanalista americano Herbert Freudenberger em 1974. Em seus estudos ele atribui ao termo, o esgotamento emocional e o desgaste profissional gerados a partir da atividade exercida pelo indivíduo.

As principais características desse esgotamento profissional são o estresse e o estado de instabilidade emocional do profissional perante o trabalho e a atividade exercida.

síndrome de burnout

Sintomas da síndrome do Burnout

Alguns comportamentos são repetidos por pessoas que sofrem com esse distúrbio. Os principais são:

Pensamento negativo: a sensação de que tudo vai dar errado é um dos principais sintomas dessa síndrome, profissionais que estão nesse estado não conseguem ficar satisfeitos com o resultado do seu trabalho e tendem a imaginar que tudo vai ter um resultado negativo.

A baixa autoestima também acompanha esse estado, em que as pessoas não acreditam serem capazes de executar atividades e processos rotineiros. Além disso a falta de motivação também é um comportamento repetido por pessoas que passam por essa síndrome e pode ser percebida pela falta de criatividade, comunicação e engajamento com a empresa.

Instabilidade emocional: mudanças repentinas de humor, agressividade e isolamento são características da Síndrome de Burnout. A dificuldade de manter um equilíbrio emocional é percebida no ambiente da empresa e em momentos que envolvem a execução da atividade cotidiana, em alguns casos pode ser que a pessoa desenvolva inclusive um quadro de estresse.

Sintomas físicos: a síndrome afeta também o corpo da pessoa, algumas manifestações recorrentes são: dores de cabeça, cansaço extremo, insônia e pressão alta.

Sintomas da síndrome do burnout

Causas da síndrome do Burnout

Os principais fatores que podem desencadear a Síndrome de Burnout estão relacionados à rotina do trabalho e a forma como é realizado essa atividade, veja as 3 causas mais comuns:

Jornadas de trabalhos muito longas: todo ser humano precisa de um tempo para descanso, para pensar em outras coisas e sair da rotina convencional. Turnos extensos são responsáveis por desequilibrar o tempo dos profissionais e tornar a atividade longa demais, por isso é um fator que pode ser causador desse distúrbio.

Atendimento ao cliente: quem está acostumado a atender clientes sabe que constantemente aparecem situações conflituosas, como “o cliente tem sempre razão” muitas vezes o profissional precisa encarar a situação e lidar com o problema, para que a empresa não seja prejudicada.

Entretanto essas situações são responsáveis por gerar estresse e criar um ambiente não muito confortável para o colaborador, que passando várias vezes por essa situação pode desenvolver a Síndrome de Burnout.

Grandes responsabilidades: desempenhar um cargo de liderança ou que demanda muita responsabilidade sobre a atividade é um causador natural desse distúrbio. Situações em que erros causam consequências drásticas colocam a pessoa em constante estado de alerta e consequentemente estresse.

acompanhamento profissional sindrome de burnout

Como tratar a síndrome do Burnout

Hoje em dia há uma preocupação constante das empresas pelo aumento de produtividade dos profissionais. Entender o comportamento desses colaboradores e ajudar a tornar a execução dos processos mais saudável precisa ser um cuidado a ser tomado para que os colaboradores consigam render mais.

O acompanhamento de um profissional capacitado e especializado em comportamento humano é fundamental para diagnosticar, evitar e tratar casos que apresentam a Síndrome de Burnout. Com esse profissional será possível realizar ações para evitar o desgaste do trabalho e evitar que os colaboradores sofram com o esgotamento profissional.

Fique atendo aos sinais que seus colaboradores possam dar, o rendimento da sua empresa pode diretamente ligado a isso, e você nem percebeu.

 

Assine nossa newsletter e receba importantes informações sobre a gestão de pessoas para empresas.

Topo