Indicadores de desempenho: o que são e por que você deve usá-los?

Se você não sabe muito bem como medir os resultados da sua empresa, ou mesmo do setor em que você trabalha, está na hora de conhecer melhor alguns indicadores de desempenho.

Também conhecidos como KPI (Key Performance Indicator), os indicadores são ferramentas muito importantes para qualquer negócio, uma vez que ajudam a identificar se a empresa está cumprindo as suas metas ou não.

Por meio dos indicadores de desempenho também é possível planejar o futuro de um negócio, de forma mais segura e calculada. Entretanto, para construir os melhores indicadores, que mostrarão os resultados que você precisa, é necessário que os KPIs tenham objetivos muito claros e também que eles estejam de acordo com o planejamento estratégico da empresa.

Quer entender melhor como isso funciona? Veja a seguir quais são os indicadores de desempenho mais usados para acompanhar diversos processos em uma empresa.

Os principais indicadores de desempenho para processos

Como você já sabe, os indicadores de desempenho podem medir qualquer coisa, desde que estejam alinhados ao planejamento estratégico da empresa e possuam objetivos claros e concisos, ou seja, que todos compreendam.

Abaixo estão os indicadores mais recorrentes para acompanhar o andamento dos processos em uma empresa, ou em um setor dessa empresa.

  • Indicadores de qualidade: os indicadores de qualidade revelam a quantidade de produtos (ou serviços) que estava de acordo com os padrões de qualidade pré-estabelecidos pela empresa. Ou seja, esses indicadores apontam os erros de produção, que impactam na qualidade final do produto e que, por isso, precisam ser corrigidos para que toda a produção seja 100% aceita pelos clientes.  
  • Indicadores de produtividade: os indicadores de produtividade estão relacionados diretamente com as entregas. Dessa forma, eles vão medir o quanto cada empregado ou setor produz, em determinado período de tempo. Ajustando os indicadores de produtividade à realidade do setor de compras, por exemplo, é possível saber se a meta do trimestre será alcançada, ou mesmo se será necessário desenvolver novas estratégias para que as metas sejam cumpridas.
  • Indicadores de valor: os indicadores de valor são aqueles que comparam a percepção de valor que o cliente tem de um produto ou serviço, com o preço que o cliente efetivamente pagou.
  • Indicadores de rentabilidade: os indicadores de rentabilidade mostram a relação percentual entre o lucro e o investimento feito realizados pela empresa. Por exemplo: se em uma empresa investir R$100.000,00 reais no setor de compras e obtiver com isso um lucro direto de R$2.000,00, a rentabilidade será de 2%.

Como construir um indicador de desempenho?

Agora que você já conheceu os principais tipos de indicadores de desempenho para processos, ficou mais fácil visualizar como eles são importantes para medir a performance de uma empresa.

Da mesma maneira, você pode usar um indicador de desempenho para avaliar a eficiência do setor em que trabalha, ou mesmo para medir os resultados do seu próprio trabalho.

Mas, o que é preciso para construir um indicador de desempenho eficiente? Inicialmente, todo indicador deve obedecer a cinco pré-requisitos básicos, que são:

  • Simplicidade: o indicador de desempenho deve ser compreendido por todos facilmente;
  • Disponibilidade: significa que os dados necessários para o cálculo do indicador de desempenho devem ser de fácil acesso;
  • Rastreabilidade: a origem dos dados usados no indicador de desempenho precisa ser conhecida e confiável;
  • Estabilidade: o indicador de desempenho deve se basear em variáveis que sejam perenes, ou seja, que possam ser visualizadas ao longo do tempo, criando uma série histórica;
  • Confiabilidade e representatividade: o indicador precisa ser confiável, ou seja, possuir fontes seguras de informação, e ao mesmo tempo, ser também representativo.

Atendendo a esses pré-requisitos, segue-se a construção do indicador de desempenho. Veja o que é preciso para elaborar os seus.

Construindo um indicador de desempenho de processos

Um indicador de desempenho é composto, basicamente, por uma fórmula matemática. Para que o indicador seja compreendido por todos os envolvidos nessa avaliação, a fórmula também deve ser clara e simples de se entender.

Ao construir o seu indicador, lembre-se de que ele nada mais é que uma relação entre duas ou mais métricas. Não sabe o que é uma métrica? O valor de produtos vendidos em uma empresa é uma métrica, da mesma forma que o número de produtos vendidos também é.

Para fazer a correta avaliação de um indicador, é necessário também definir-se uma periodicidade de análise. Esse período vai variar, conforme a natureza do processo analisado. Enquanto há indicadores que você pode acompanhar todos os dias, existem outros que apenas mostrarão resultados mês a mês ou ano a ano.

Definida a periodicidade, você deve criar os parâmetros de referência. Como o próprio nome diz, os parâmetros serão a base de comparação para o indicador e, por meio deles, será possível observar se o processo analisado está evoluindo ou não.

Para indicadores mais simples, podem ser definidos como parâmetros básicos o valor mínimo (ex.: valor de vendas mínimo por dia) e a meta (ex.: valor máximo ou desejável de venda diária).

Depois que você já tem uma fórmula em mãos, é preciso definir quem serão os responsáveis pelo acompanhamento do indicador de desempenho. O sucesso de todo indicador depende de um responsável e, ao eleger quem ficará por conta da coleta de dados e da apuração de um indicador, as chances de obter números mais confiáveis é muito maior.

Como você viu, os indicadores de desempenho são ferramentas essenciais para a tomada de decisão em uma empresa, já que eles mostram a evolução dos processos internos e também o que precisa ser melhorado.

Elaborar o seu indicador de desempenho não é uma tarefa complicada e, se houver engajamento de todos os envolvidos com a meta estabelecida, os indicadores podem contribuir consideravelmente para a conquista de bons resultados.

Se você gostou desse artigo e quer receber, com exclusividade, mais conteúdos sobre o tema, assine a nossa newsletter.

Topo