Depois de um longo período de luta e cenário desigual, podemos dizer que atualmente, cada vez mais, as mulheres estão à frente de negócios, times e equipes em suas próprias empresas ou em grandes organizações. Por isso, hoje precisamos falar sobre a liderança feminina nas empresas. 

Para as empresas, entender o papel da liderança feminina é essencial para criação de ações afirmativas e também para quebrar uma estrutura já falida que dificultava o acesso das mulheres aos cargos de gestão e governança. 

Por isso, continue lendo esse conteúdo e entenda:

  • Importância da liderança feminina nas empresas.
  • Os principais desafios encontrados por lideranças femininas em empresas
  • O papel do RH para desenvolvimento de lideranças femininas.

Liderança feminina nas empresas- porque é importante

Por que é importante contar com lideranças femininas nas empresas?

Para começarmos, um bom argumento para contar com mais mulheres em cargos de liderança é a melhoria de resultados do negócio. 

De acordo com dados de uma pesquisa realizada pela Peterson Institute for International Economics em parceria com a Ernst Young, empresas que contam com lideranças femininas contam com maiores números de produtividade e lucratividade. 

Então, além da igualdade e da esfera social, essa importância também é comprovada com números que mostram que mulheres líderes são tão competentes, ou mais, que homens na mesma posição. 

Falando em igualdade, contar com lideranças femininas é um importante passo para promover a equidade de gênero. Possibilitando que todas as outras profissionais da organização tenham um exemplo e que entendam que é possível alcançar esses cargos. 

Além disso, quando olhamos para o contexto atual do mercado, destacamos que empresas que contam com visões diversas conseguem alcançar melhores lugares no mercado, sobretudo no mercado de tecnologia. 

Quando há diferentes características entre profissionais e líderes, isso envolve gênero, raça, idade, classe social, qualificações e experiências, a tendência é que seja construído um ambiente com visões diferentes. Esse fator é diretamente responsável na hora de pensar em inovações.  

Principais desafios encontrados por lideranças femininas em empresas

Porém, mesmo com o aumento do debate sobre a liderança feminina nas empresas e a consciência de muitos sobre a necessidade de ações nesse sentido, ainda existem alguns desafios marcantes nesse contexto. 

Preconceito em relação às lideranças femininas

Mesmo com o aumento do número de mulheres em cargos de liderança, dados divulgados pela Revista Época em 2019 mostraram que 93% das empresas pesquisadas possuem, ao menos, uma mulher como líder, ainda há muito preconceito. 

Esse cenário de discriminação faz parte de uma cultura machista e retrograda, que aos poucos deixa de ganhar espaço, mas ainda hoje é responsável por perpetuar o mito e o compotamento, as vezes inconsciente, de que há alguns cargos que devem ser exclusivamente ocupados por homens. 

Essa resistência é muito percebida em determinadas áreas como construção civil e finanças. 

Jornada dupla de trabalho

Além do preconceito, um outro desafio enfrentado por lideranças femininas é a jornada dupla de trabalho. 

É comum encontrarmos situações em que todo o trabalho doméstico, que inclui cuidados da casa e dos filhos, por exemplo, ficam também sob a responsabilidade das mulheres. 

Falta de apoio interno

Por fim, um dos desafios que as mulheres ainda passam é a falta de apoio interno para alcançar cargos de liderança.

Treinamentos, qualificações, oportunidades, indicações, todos esses processos facilitam o acesso aos cargos de liderança e, por vezes, são restritos ao público masculino.  

Qual é o papel do RH para desenvolvimento de lideranças femininas?

Já que falamos sobre ações para impulsionar a liderança feminina nas empresas, vamos destacar a atuação de uma das principais áreas: o time de Recursos Humanos. 

O time de RH é um dos mais importantes para a promoção do engajamento de mulheres, a criação de um espaço sem preconceitos, ou seja, realmente igualitário. Seja na criação de ações, treinamentos e desenvolvimentos, seja na contratação de mais mulheres para vagas de liderança ou mesmo em ações como comunicações sem marca de gênero. 

Além disso, o papel do RH para lideranças femininas passa também pela criação de valores institucionais que pregam respeito e também é visto em ações práticas, como a igualdade salarial entre homens e mulheres

Por fim, vale ressaltar a importância da educação de todos os colaboradores, inclusive homens. A educação é a principal forma de acabar com barreiras que impedem acesso às mulheres e permitir uma cultura natural que seja mais comum vermos lideranças femininas nas empresas. 

Gostou desse conteúdo sobre liderança feminina? Assine nossa Newsletter e receba outros conteúdos para tornar seu RH ainda mais estratégico.

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você autoriza a Ortep a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.