Muitas pessoas subestimam a importância da segurança da informação nas empresas, acreditando que seus dados estão totalmente protegidos contra qualquer ameaça. No entanto, esse é um grande erro.

Somente no primeiro trimestre de 2021, o Brasil registrou um total de 9,1 milhões de incidentes relacionados a vazamentos ou roubos de dados, conforme a consultoria Roland Berger. Esse número destaca a necessidade crescente das empresas em priorizar a segurança da informação.

A segurança da informação surge como uma medida importante para proteger essas empresas contra vazamentos de dados e ataques cibernéticos, visando evitar potenciais danos.

Sendo assim, neste post, você terá a oportunidade de explorar o que é segurança da informação, compreender sua importância e, principalmente, aprender como promovê-la no RH.

O que é Segurança da Informação?

A segurança da informação pertence à área de Tecnologia da Informação das organizações, e seu objetivo é resguardar e proteger os dados tanto da empresa quanto de seus colaboradores.

Sendo assim, ela tem como responsabilidade estabelecer procedimentos e diretrizes que assegurem que todas as informações que circulam na empresa estejam devidamente protegidas contra acessos não autorizados e manipulações por parte de indivíduos não autorizados.

Newsletter

Quais os pilares da segurança da informação?

Há três pilares fundamentais na segurança da informação que são essenciais para sua eficácia. Esses pilares são:

  • Confidencialidade: Na segurança da informação, a confidencialidade está diretamente ligada ao acesso aos dados. Ela estabelece que as informações tornem-se confidenciais e só possam ser acessadas por pessoas autorizadas dentro da empresa;
  • Integridade: No contexto da segurança da informação, a integridade implica que os dados devem manter sua forma original, preservando sua integridade contra alterações não autorizadas;
  • Disponibilidade: A segurança da informação assegura a disponibilidade dos dados a qualquer momento para seus usuários. Para isso, os softwares e sistemas de armazenamento facilitam o acesso da empresa às informações protegidas.

A disponibilidade e a confidencialidade estão interligadas, pois para que um dado ou informação esteja disponível, é imperativo que seja acessado apenas por indivíduos autorizados.

Qual a importância da segurança da informação no RH?

Hoje em dia, a área de Tecnologia da Informação (TI) é uma das que mais se expande no mercado, impulsionada pela modernização dos processos.

Sendo assim, muitos profissionais já perceberam as vantagens de armazenar os dados da empresa em formatos digitais, por exemplo. Essa prática elimina a necessidade de ocupar espaço físico e imprimir grandes quantidades de documentos.

O setor de RH também se beneficia dessas praticidades, uma vez que lida com informações pessoais e confidenciais dos colaboradores e da empresa. Portanto, a segurança da informação torna-se uma preocupação essencial para todas as empresas.

Além das ameaças cibernéticas, há também desafios relacionados a perdas nos sistemas, que podem ser causados por uma queda de energia ou falhas nos computadores, acarretando em prejuízos significativos.

Glossário-lgpd

Como funciona a segurança da informação no RH?

O setor de RH é responsável por uma variedade de processos que envolvem dados, abrangendo informações sobre colaboradores, questões financeiras, operacionais e estratégicas.

Diante disso, a segurança da informação no RH desempenha um papel crucial na prevenção da perda ou vazamento desses dados. Dentro do departamento de RH, a segurança da informação opera como uma medida preventiva, assegurando que todas as informações e dados manipulados diariamente estejam protegidos dentro da empresa.

Essa abordagem busca estar em conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e seguir uma política de compliance, garantindo que todas as medidas sejam devidamente cumpridas. A base dessa estratégia é a segurança da informação, que visa minimizar os riscos e reforçar a proteção dos dados.

O que é a LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), oficialmente denominada Lei n°13.853, foi aprovada em julho de 2019, mas entrou em vigor em agosto de 2020.

O objetivo da LGPD é estabelecer diretrizes para o tratamento de dados pessoais por parte de empresas, sejam elas públicas ou não. Assim, a lei visa proteger os dados pessoais e sensíveis dos indivíduos, promovendo seus direitos de liberdade e privacidade.

Em um mundo cada vez mais tecnológico, torna-se desafiador saber a localização e a utilização de nossos dados por serviços ou empresas específicas. Diante desses riscos, a LGPD procura estabelecer regras claras sobre o tratamento e a finalidade dos dados coletados pelas empresas.

vídeo youtube

Boas práticas de segurança da informação no RH

Diante dos possíveis perigos e prejuízos, vamos te mostrar algumas orientações para assegurar a proteção dos dados em sua empresa. Acompanhe!

Capacitação dos colaboradores sobre segurança da informação

A maioria das ameaças decorre de ações humanas. Um simples clique, como abrir um link de e-mail suspeito, pode desencadear um grande ataque cibernético.

Portanto, é fundamental conscientizar e treinar os colaboradores da empresa para implementarem medidas de cibersegurança. Informe sobre as principais ameaças que a empresa pode enfrentar e como os colaboradores podem identificá-las.

Mantenha a equipe atualizada sobre as tendências de cibersegurança, estabeleça um protocolo de boas práticas em segurança da informação e assegure que todos compreendam seu funcionamento.

Soluções em nuvem

Para as empresas que buscam práticas eficientes de segurança da informação sem aumentar significativamente os custos, os serviços em nuvem podem representar uma excelente alternativa.

A razão para isso é que as soluções em nuvem contribuem para a melhoria do desempenho, oferecendo suporte rápido e especializado por meio da equipe contratada.

Além disso, é importante destacar que as soluções em nuvem proporcionam mais segurança em comparação a um data center local. Isso se deve ao seu sistema avançado de criptografia, à presença de uma equipe especializada que monitora constantemente o sistema e às atualizações regulares nas ferramentas de proteção.

Segurança da Informação no RH: saiba como funciona e como aplicar na sua empresa

Conheça o Fortime

Simplifique o seu RH com o nosso Sistema de Ponto. Ganhe tempo e evite ações trabalhistas!

    Antivírus e Práticas Seguras de Informação

    O antivírus continua desempenhando um papel crucial na defesa contra ciberataques.

    Contudo, é essencial ressaltar que a cibersegurança vai além de simplesmente ter um antivírus de qualidade.

    É preciso configurá-lo adequadamente e combiná-lo com outras medidas preventivas contra ataques cibernéticos.

    Como mencionamos no tópico anterior, a equipe precisa ter um conhecimento para não acessar links e sites suspeitos. Além disso, a empresa pode contar com mecanismos que bloqueiam certos sites.

    Fortalecimento de Senhas

    Essa prática, igualmente simples, sem custos e altamente eficaz, envolve o mapeamento das senhas de acesso ao banco de dados. Caso seja identificado um nível de complexidade insuficiente, que facilite violações por invasores, é crucial redefini-las.

    Sendo assim, evite senhas muito fáceis, como por exemplo 123456 ou o seu nome. Existem apps e sites que geram senhas complexas e seguras, ajudando a prevenir invasores.

    Além disso, tenha um acesso extra, em caso de esquecimento e libere acesso somente para as pessoas que irão utilizar aquelas informações.

    Armazenamento de Backups na Nuvem

    Outra medida crucial para assegurar a segurança dos dados em seu negócio e promover boas práticas de segurança da informação é a implementação de backups na nuvem.

    Ao adotar o backup na nuvem, sua empresa obtém benefícios como a recuperação rápida de dados, assegurando a continuidade das operações e reduzindo os riscos financeiros relacionados a interrupções causadas por ataques cibernéticos ou falhas nos sistemas.

    Nessa prática de segurança da informação, o sistema de backup gera cópias dos arquivos que são armazenadas em servidores externos online, acessíveis de qualquer local com conexão à internet.

    Conclusão

    Neste conteúdo, observamos que as empresas enfrentam um desafio significativo ao buscar aprimorar a proteção de seus bancos de dados. Isso ocorre porque a cibersegurança é agora uma condição fundamental para a credibilidade da empresa e para garantir a conformidade com as diretrizes da LGPD.

    O Fortime, nosso sistema para a gestão da jornada de trabalho, tem toda a segurança que a sua empresa merece. O RH e DP estão a todo o momento trabalhando com dados sensíveis dos funcionários, por isso, é importante ter um software de confiança.

    O Fortime oferece backup em nuvem e está 100% de acordo com a legislação trabalhista. Clique na imagem abaixo, faça um teste grátis e veja na prática como o fortime pode otimizar a sua rotina.

    Tipos de registro de ponto