fbpx

Como montar um processo seletivo por videoconferência

Devido à pandemia do novo Coronavírus, o isolamento social deixou de ser atípico para se tornar parte do cotidiano de muita gente. Dessa forma, muitos gestores encontram dificuldades para adaptar os métodos de contratação de novos funcionários. Hoje, o processo seletivo por videoconferência se tornou comum por conta disso.

Apesar de já existir há algum tempo, essa forma de avaliar possíveis novos colaboradores chegou como alternativa plausível para o encurtamento de distâncias. Assim, confira abaixo algumas dicas sobre como montar um processo seletivo por videoconferência da melhor maneira possível. Para, então, ter ainda mais sucesso no recrutamento de pessoas da sua empresa.  

Como funciona um processo seletivo por videoconferência?

Primeiramente, vamos entender um pouco sobre a história desse tipo de processo seletivo por remoto?

Não precisamos nem falar sobre como a tecnologia influencia o funcionamento operacional de uma empresa. Porém, é fato que de uns tempos para cá ela tomou novos rumos e passou a fazer parte da maioria dos processos organizacionais de um negócio. Assim, cada vez mais gestores e profissionais de RH percebem as inovações tecnológicas como um alicerce para a otimização de tarefas burocráticas e consumidoras de tempo. 

O Skype, ferramenta que existe há vários anos, já tinha a premissa de estabelecer contato profissional por meio de videoconferências. Entretanto, com os recentes acontecimentos aliados à tendência globalizante da automatização de processos presenciais, esse tipo de mecanismo ganhou força dentro das empresas também com a finalidade de mediar entrevistas de emprego remotas.

Assim, o processo seletivo online e por videoconferência é praticamente igual ao presencial, em que o gestor ou profissional de RH contratante faz perguntas e procura saber sobre as qualificações do entrevistado. 

Mas você sabe mesmo como agir diante da necessidade de fazer esse tipo de processo seletivo à distância? É sobre isso que vamos falar hoje.

1) Procure um ambiente profissional

Embora o isolamento signifique ter que adotar o home office e passar boa parte do tempo em casa, uma entrevista de emprego exige certos moldes de comportamento. Então, o recrutador deve manter a postura profissional e transparecer a mesma liderança que requer um processo seletivo presencial.

Sendo assim, avalie se sua roupa está adequada, bem como a organização do ambiente, entre outros fatores que irão garantir o resultado que você espera.

2) Tenha boa conectividade com a internet

Esse é um dos passos mais importantes para uma videoconferência de sucesso. Uma vez que você precisa ouvir o que o candidato tem a dizer e também fazer perguntas pré estabelecidas, é essencial ter boa conectividade com a internet. De outro modo, o sinal fraco pode atrapalhar as falas e atrasar algo que deveria poupar o seu tempo.

Uma boa dica é sempre testar a conexão com antecedência. Para fazer isso, você pode efetuar uma chamada de testes com alguma outra pessoa da sua equipe e ver se a conexão está legal. Com isso, você também avalia outras questões como o microfone e o som da conversa.

Além disso, você pode fazer um teste de conexão para saber se sua operadora está entregando a velocidade prometida. Muitos problemas podem ser resolvidos apenas reiniciando o seu modem de conexão. Para isso, utilize o SpeedTest, da Ookla.

3) Escolha local com boa iluminação

Ainda falando sobre o local escolhido, procure fazer o processo seletivo por videoconferência onde haja boa iluminação. Isso porque o candidato precisa enxergar com clareza e compreender o que você tem a dizer; além de esse cuidado transparecer profissionalismo e interesse pelo momento da entrevista.

4) Deixe o candidato à vontade

É muito provável que o seu candidato esteja um pouco nervoso durante o processo seletivo. Isso porque, além de ser uma novidade para a maioria das pessoas, a videoconferência pode trazer insegurança.

Assim, deixe claro que está tudo bem em se atrapalhar um pouco com as palavras ou que problemas técnicos podem surgir durante o processo. Isso com certeza será um grande tranquilizador, que ajudará a guiar a entrevista da melhor forma.

5) Aja como se o processo seletivo fosse presencial

Por fim, mas não menos importante, vamos falar sobre essa dica de ouro! Embora seja necessário reconhecer as adaptações derivadas da situação, enxergue o processo seletivo por videoconferência como outro qualquer. Faça as mesmas perguntas, tire as mesmas dúvidas e abra espaço para o candidato se apresentar da melhor maneira possível. Seguindo todos esses passos, apostamos que cada etapa do seu processo seletivo sairá dentro dos conformes. 

Além dessas 5 dicas, lembre-se que o planejamento é peça fundamental para esse tipo de processo seletivo. Se existirem várias etapas, por exemplo, procure informar os candidatos com antecedência e comunique-os de quaisquer solicitações em primeira mão. 

Utilize a internet ao seu favor e aja com naturalidade, pois todo o procedimento é muito simples e descomplicado. Além disso, economiza o seu tempo e dispensa recursos físicos que podem aumentar os custos da empresa. 

Conclusão

Caso você siga esses passos, a sua experiência com o processo seletivo por videoconferência será livre de burocracias e um verdadeiro expansor de horizontes. Aproveite este momento para investir em facilitadores que a tecnologia oferece e comece a otimizar os seus resultados agora mesmo! 

Em outro artigo, nós falamos mais sobre como incentivar os seus colaboradores em home office. Para ter uma experiência completa, acesse e leia nosso conteúdo para melhorar ainda mais a sua gestão de pessoas.

gestão de ponto ortep

Topo

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você autoriza a Ortep a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.