Neuroliderança é um assunto cada vez mais discutido em rodas de conversa, palestras e eventos focados em desenvolver lideranças dentro das empresas. Afinal, podemos dizer que é uma das principais evoluções nesta área nos últimos anos. 

Assim como em outras áreas, a gestão de pessoas passa por constantes mudanças, transformações e inovações. São metodologias, técnicas e ferramentas pensadas para gerar mais resultados e possibilitar ações mais eficientes nessa área. Entre essas mudanças, a Neuroliderança vem chamando atenção.

Para entender melhor o que é Neuroliderança e descobrir como essa técnica pode contribuir para o dia a dia de gestores, continue lendo esse conteúdo. 

O que é Neuroliderança?

Podemos dizer que Neuroliderança é o campo de estudo que pretende desenvolver técnicas para utilizar aspectos da neurociência em ações e processos de gestão de pessoas e de lideranças. . 

O termo Neuroliderança ficou amplamente conhecido após a publicação do livro Quiet Leadership, do australiano David Rock. O autor também é criador da metodologia Neurocoaching e fundação do NeuroLeadership Institute, que se dedica ao estudo e aplicação dessa técnica. 

O objetivo da Neuroliderança é utilizar todos os conhecimentos acerca da mente humana, para impactar, otimizar e melhorar processos de liderança. Na prática, busca-se formas de analisar, interpretar e direcionar líderes e gestores acerca de comportamentos, respostas e ações de colaboradores e de si próprios. 

O objetivo é permitir que esses líderes encontrem formas mais eficientes para gerir suas equipes. Isso passa pela resolução de problemas, entendimento sobre estratégias de comunicação e de como lidar com diferentes pessoas e situações. 

Como funciona a Neuroliderança?

Como discutimos rapidamente, a Neuroliderança funciona a partir da junção entre os conhecimentos científicos sobre o funcionamento do cérebro humano e as práticas de gestão. 

Com base nesses dados, são analisados dados sobre os impactos da liderança sobre a equipe, sobre o comportamento de gestores mediante às situações rotineiras e também sobre as formas de tratamento ou de enfrentamento de problemas interpessoais.

Considerando a novidade do assunto e as diferentes formas de aplicar este conhecimento, não existe uma fórmula exata para o funcionamento da Neuroliderança. No entanto, podemos dizer que sua atuação é percebida em 4 pilares: 

Tomada de decisão: utilizam-se os estudos sobre a mente humana para identificar padrões acerca da tomada de decisões. Esse estudo serve para que gestores entendam sobre suas escolhas e também para que entendam o comportamento de sua equipe. 

Resolução de problemas: a forma como nos portamos diante de situações desafiadoras é um dos principais campos de atuação em estudos de Neuroliderança. Afinal, líderes precisam manter o controle e saber como gerir crises. 

Controle emocional: saber controlar as emoções é também uma atuação da Neuroliderança. Afinal, diariamente é necessário gerenciar emoções como medo, insegurança, raiva, ansiedade, tanto por parte de gestores quanto por parte da relação com suas equipes. 

Influência em outras pessoas: por fim, um outro pilar da Neuroliderança é a capacidade de influenciar pessoas. Afinal, para gestores e líderes isso é muito importante e obter dados sobre o funcionamento do cérebro permite desenvolver habilidades e melhorar esse ponto. 

Quais as vantagens da Neuroliderança para uma empresa?

Por fim, vamos apresentar algumas vantagens da Neuroliderança para as empresas, sobretudo, focando no desenvolvimento de gestores, líderes e influências dentro da organização. 

O desenvolvimento de lideranças é uma das principais tarefas dos profissionais da área de gestão de pessoas e também um dos grandes desafios. Afinal, é necessário desenvolver a parte técnica e também habilidades de gestão. 

Nesse sentido, a Neuroliderança é peça importante para insights e direcionamentos sobre as principais habilidades que precisam ser desenvolvidas. Por meio desse estudo, é possível entender sobre motivação, inspiração, confiança e comportamento de cada pessoa. 

Servindo como base para treinamento, desenvolvimentos, atividades e ações para valorizar e desenvolver o profissional, permitindo maior relação com os valores da empresa. 

Portanto, a Neuroliderança é importante para líderes que desejam obter melhores resultados em suas equipes. Afinal, é importante para cada um entender seus pontos de destaque e melhoria e também para que esses gestores tenham mais condições de analisar e ajudar seus colaboradores. 

Agora que você já sabe o que é Neuroliderança, acompanhe nosso blog e assine nossa newsletter para receber, em primeira mão, conteúdos para desenvolver o time de gestão de pessoas em sua empresa. 

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você autoriza a Ortep a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.