A relação de trabalho é uma troca entre empresa e funcionário, que precisa ter a ética como base principal, para ser bem-sucedida e benéfica para ambas as partes.

Embora seja esperado que as pessoas trabalhem de forma ética, é necessário abordar esse assunto para reforçar sua importância, por se tratar de um tema relevante que deve ser amplamente discutido nas empresas.

Sendo assim, é possível encontrar alinhamentos entre as partes envolvidas, e o setor de RH desempenha um papel importante nesse processo. Afinal, ser um profissional guiado por princípios éticos certamente trará muitos benefícios.

Por isso, continuei a leitura deste conteúdo para entender a importância da ética e como aplicar esse conceito no ambiente de trabalho.

O que é a ética profissional?

A palavra ética vem do grego “ethos”, que significa modo de ser, hábitos e costumes. Dessa forma, a ética no trabalho refere-se aos princípios, valores e normas morais que guiam o comportamento e as decisões dos indivíduos no ambiente profissional. 

Já deu para entender que a ética profissional tem uma grande importância no dia a dia dos profissionais. Ela é a base de todos os preceitos de uma organização, impactando diretamente a cultura organizacional e a imagem da empresa. 

Em resumo, a ética no trabalho implica em adotar um comportamento íntegro, justo e responsável, contribuindo para a construção de relações profissionais saudáveis e produtivas.

Qual a diferença entre moral e ética profissional? 

Embora os termos moral e ética sejam frequentemente usados como sinônimos, eles possuem diferenças sutis em seu significado. 

A moral e a ética estão relacionadas ao campo da filosofia e tratam dos princípios e valores que guiam o comportamento humano, mas existem algumas distinções entre elas.

Enquanto a moral está relacionada às normas e regras de um determinado grupo, a ética vem de dentro e molda o comportamento humano. 

Qual a importância da ética no trabalho?

A ética profissional desempenha um papel fundamental na promoção de um ambiente profissional saudável, produtivo e harmonioso. Sua importância pode ser destacada em diversos aspectos:

Construção de confiança

A ética no trabalho é essencial para construir e manter a confiança entre colegas de trabalho, líderes, subordinados e demais setores e profissionais da empresa. 

Quando os funcionários agem de maneira ética, são mais propensos a estabelecer relacionamentos confiáveis e duradouros, o que contribui para um clima organizacional saudável.

Imagem e reputação 

Empresas que valorizam a ética no trabalho tendem a construir uma imagem positiva e uma reputação sólida, uma vez que a conduta ética é percebida como um diferencial competitivo, atraindo clientes, parceiros e talentos. 

Por outro lado, práticas antiéticas podem prejudicar seriamente a imagem da empresa e afetar sua credibilidade no mercado.

Produtividade e eficiência

A ética no trabalho promove um ambiente de trabalho positivo, onde os funcionários se sentem valorizados e respeitados. Portanto, isso contribui para o aumento da motivação, do engajamento e da produtividade. 

Quando as pessoas confiam umas nas outras e estão comprometidas com a ética, há uma maior colaboração e eficiência no cumprimento das metas e objetivos da empresa.

Retenção de talentos

A ética no trabalho é um fator importante na retenção de talentos. As empresas valorizam profissionais que demonstram um compromisso ético. 

Além disso, ambientes de trabalho éticos tendem a atrair e manter funcionários talentosos, que se identificam com os valores da empresa e desejam fazer parte de uma cultura organizacional saudável.

Em suma, a ética no trabalho contribui para um ambiente de trabalho seguro e harmonioso, beneficiando tanto os colaboradores quanto as organizações como um todo.

Principais exemplos de ética no trabalho

Cada profissão exige um código de conduta, assim como a empresa possui diretrizes e valores. Além dessas questões, existem algumas medidas intrínsecas que desempenham um papel importante na promoção da ética profissional. 

A seguir, destacamos as principais para você:

Honestidade e integridade

Provavelmente você tenha falado ou pensado algo sobre a conduta ou comportamento de alguém, certo?

A honestidade é exatamente a qualidade de uma pessoa ética, que age de acordo com esse princípio.

Assim, ser honesto significa ter a habilidade de agir eticamente no trabalho, como ter um impulso interno que nos leva a observar princípios, respeitar regras e manter uma conduta apropriada.

A falta de honestidade impede uma pessoa de ter uma postura ética em qualquer contexto, portanto, essa é uma qualidade que deve ser valorizada.

É importante mencionar também que uma pessoa íntegra têm menos probabilidade de participar ou espalhar fofocas, falar mal de colegas de trabalho e adotar qualquer comportamento que prejudique os relacionamentos e o ambiente organizacional.

Comprometimento e responsabilidade

Algo que os empregadores e recrutadores buscam são pessoas capazes de cumprir com os compromissos que assumem.

Nenhuma equipe quer passar por uma situação em que alguém promete entregar uma determinada tarefa e não faz, ou simplesmente não cumpre os horários. 

Sendo assim, um profissional responsável e comprometido: 

  • Cumpre as tarefas que lhes foram designadas;
  • Respeita os prazos e horários;
  • Comunica os  imprevistos;
  • Cuida do patrimônio da empresa;
  • Assume falhas e suas consequências;
  • Respeita os princípios da organização.

Humildade

A humildade desempenha um papel fundamental em nossa vida – vai além do trabalho, da posição e do profissionalismo, pois nos lembra que todos somos iguais.

No ambiente corporativo, é comum ocorrer erros, apesar de todos os esforços para evitá-los. No entanto, caso haja algum equívoco, é importante ser humilde o suficiente para reconhecer sua falha e se empenhar ao máximo para corrigi-la, com o objetivo de evitar problemas futuros.

Respeito

O respeito é um valor fundamental de ética em todas as áreas, inclusive quando discutimos ética no ambiente de trabalho.

Ter respeito significa abandonar uma postura individualista e reconhecer-se como parte integrante do todo, afinal, não trabalhamos sozinhos e estamos sempre em contato com outras pessoas.

Portanto, o respeito deve permear as ações de todos os colaboradores, que por sua vez devem respeitar o trabalho do outro, mesmo que acredite que poderia fazer diferente ou melhor, caso tivesse a oportunidade.

Isso sem mencionar atitudes básicas para a vida em comunidade, como não desrespeitar as pessoas, não humilhar, não discrimina, entre outras.

Por que desenvolver a ética no trabalho?

Vivemos em sociedade e estamos familiarizados com os princípios de comportamento que regem as interações humanas. Portanto, seria suficiente aplicar esses princípios ao contexto profissional, certo? 

No entanto, devemos lembrar que somos seres humanos e, por natureza, somos complexos e cada pessoa possui sua individualidade. Se não fosse assim, talvez não houvesse necessidade de lidar com as consequências da falta de ética no trabalho, concorda?

Por isso, a ética precisa ser cultivada em todos os ambientes, inclusive no organizacional, pois somos influenciados tanto pelas atitudes positivas quanto pelas negativas.

Toda empresa possui valores que são os princípios e a conduta que orientam a organização para cumprir sua missão e alcançar seus objetivos. Então, todos devem agir com ética, do estagiário ao CEO da empresa. 

Portanto, cultivar a ética no trabalho cria condições mais favoráveis para que as pessoas mantenham uma conduta adequada como funcionários da empresa, nas suas relações profissionais.

Dicas para desenvolver a ética no trabalho

A implementação da cultura ética e organizacional é o que vai refletir fatores positivos da sua empresa a curto ou longo prazo. Cultura organizacional ou cultura de valores é composta de pessoas. Ou seja, é o resultado dos seus colaboradores dentro do ambiente.

Veja algumas dicas para que incentivar a ética na sua empresa: 

Familiarize-se com os códigos de conduta e políticas internas da empresa

Além de um conjunto de princípios éticos universais que todos devem seguir – como já mencionamos – é importante ter em mente que a conduta ética no ambiente profissional pode apresentar nuances específicas que os funcionários devem compreender e adotar. 

Portanto, é essencial conhecer o código e aplicar as atitudes recomendadas pela sua empresa.

Pratique a empatia com os funcionários 

A empatia é um componente fundamental para promover a convivência harmoniosa entre as pessoas, e isso impacta diretamente no desempenho do trabalho em equipe no contexto profissional. 

Valores como gentileza e respeito são essenciais para a ética profissional, além de contribuírem para o desenvolvimento da humildade.

Tenha um planejamento

Missão, visão e valores devem ser a base para manter viva a identidade da empresa, além disso, saber quais seus princípios para auxiliar na tomada de decisões.

É necessário que tudo faça sentido, com isso, alinhe todas as informações com seus funcionários, eles são a linha de frente do seu negócio, ou seja, devem estar todos do mesmo lado. Trate-os de forma humana e individualizada, mantendo sempre a simetria entre todos.

Regras são necessárias, principalmente quando o assunto é ética no trabalho. Cumprir horários e fazer o uso correto do uniforme são fundamentais. Para que isso aconteça, seja exemplo, mostre a seus colaboradores a importância e como manter tudo em ordem, os faça entender que as regras existem e precisam ser cumpridas.

Saber como agir nos processos  

Quando o assunto é processo interno, os pontos relacionados à cultura de valores devem ser destacados. Por exemplo, em um processo seletivo, é necessário que o RH deixe claro todas as questões ligadas à cultura. 

Por isso, é necessário reforçar sempre a cultura interna e a ética profissional. Assim, fica mais fácil conduzir os processos de forma correta.

Com consciência e sabendo quais as bases de cultura todos passarão a agir para alcançar os resultados, sejam eles em grupo ou individuais. Isso fará com que aumente o engajamento e a produtividade.

Gostou do conteúdo? Se inscreva em nossa newsletter e receba conteúdos como este, afinal, conhecimento nunca é demais.

Newsletter