Você já se perguntou se é viável usar o ChatGPT no RH? Se essa dúvida já passou pela sua mente, é interessante notar que profissionais de diversas áreas podem explorar essa e outras IAs, ou seja, inteligências artificiais. 

Apesar da inteligência artificial não ser uma novidade na gestão de pessoas, existem soluções cada vez mais adaptadas às demandas específicas para esse setor. O ChatGPT se destaca por não ter sido desenvolvido inicialmente para o RH, mas, surpreendentemente, pode ajudar em alguns processos.

Nesta publicação, você terá a oportunidade de compreender o que é a inteligência artificial, incluindo o ChatGPT, e descobrir como integrá-la à rotina do RH para potencializar suas funcionalidades.

O que é inteligência artificial?

Em 1955, o professor americano John McCarthy, da Universidade de Dartmouth, desenvolveu o conceito dinâmico de Inteligência Artificial (IA). Naquela época, ele reuniu um grupo de cientistas com o objetivo de explorar a possibilidade de “ensinar” máquinas.

O principal objetivo desse grupo era buscar meios para que as máquinas adquirissem inteligência de maneira semelhante aos seres humanos. A ideia inicial consistia em incorporar nelas um recurso que permitisse aprimorar seus aprendizados de formação progressiva, ou que se concretizasse ao longo dos anos.

Assim, a Inteligência Artificial (IA) é uma área da ciência da computação que visa desenvolver máquinas ou softwares com capacidade de aprendizado, assemelhando-se à mente humana. 

Em outras palavras, são dispositivos com tecnologia capaz de identificar padrões, realizar análises e resolver problemas de forma automática. Essa evolução contínua na área da IA ​​tem se transformado de maneira como interagimos com a tecnologia, soluções cada vez mais sofisticadas e adaptáveis.

O que é o ChatGPT?

Podemos dizer que o ChatGPT é uma das IAs mais conhecidas no mundo atualmente. Ele consiste em um assistente virtual em formato de chatbot que possibilita fazer perguntas e dar comandos sobre uma variedade de assuntos, gerando respostas orientadas por um modelo de linguagem natural.

Em outras palavras, o ChatGPT é uma plataforma de chat que permite que você interaja, faça perguntas ou forneça instruções, aguardando respostas rápidas desse robô “inteligente”, simulando um diálogo.

Desenvolvido pela OpenAI, o ChatGPT foi lançado em novembro de 2022, alcançando notoriedade no início de 2023.

Desde então, profissionais de diversas áreas exploram as possibilidades dessa ferramenta, discutindo tanto a preocupação com a substituição de postos de trabalho quanto às estratégias para utilizar o chat como aliado no cotidiano.

É essa segunda linha de pensamento que destaca a relevância do ChatGPT e da inteligência artificial no modo geral para o RH. 

E-book-com-20-ferramentas-gratuitas-para-otimizar-a-sua-Gestão-de-Pessoas

Qual a importância da inteligência artificial para o RH? 

O avanço da Inteligência Artificial já se tornou uma realidade no futuro do setor de Recursos Humanos. Segundo dados de uma pesquisa realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.Br), 32% das empresas utilizam a IA em suas operações diárias de gestão de recursos humanos ou recrutamento. 

De acordo com essa mesma pesquisa, a estimativa foi de 65.707 empresas que utilizaram ao menos uma das tecnologias de IA em 2021.

Apesar de ser uma realidade para muitos negócios, persiste a expectativa de que as máquinas possam substituir profissionais, ou que gere resistência na adoção dessas tecnologias.

No entanto, é importante compreender que o uso de ferramentas tecnológicas, como a Inteligência Artificial, destina-se a otimizar os processos de RH, proporcionando uma atuação mais estratégica na gestão de pessoas. 

Investir nesse tipo de ferramenta significa automatizar processos e extrair informações valiosas para embasar tomadas de decisões mais assertivas. 

Portanto, a implementação da IA ​​no RH não se trata de uma substituição, mas sim de uma evolução que capacita os profissionais a se concentrarem em tarefas mais estratégicas e analíticas. Iremos abordar mais detalhes sobre esse tópico. 

Quais as vantagens da inteligência artificial para o RH?

Como já mencionamos, a inteligência artificial tem uma grande importância para otimizar os processos do RH e com isso, ela traz uma série de vantagens para esse setor. Destacamos algumas dessas vantagens:

  • Reconhecimento de tendências: A Inteligência Artificial no RH torna possível identificar padrões e tendências, facilitando a elaboração de estratégias e ações mais eficazes. Isso contribui para uma gestão mais alinhada com as demandas do ambiente corporativo;

  • Tomada de decisões: A organização e análise de dados fornecidos pela IA permite que as decisões sejam tomadas de maneira mais rápida e precisa. Isso promove uma gestão dinâmica, capaz de se adaptar rapidamente a cenários em constante transformação;

  • Proximidade com os colaboradores: Mesmo em empresas com um grande número de profissionais, a IA no RH possibilita uma maior proximidade com os colaboradores. Isso cria um ambiente mais humanizado, onde as necessidades individuais são consideradas, promovendo o engajamento, satisfação no trabalho e melhorando o clima organizacional;

  • Otimização da rotina e atuação estratégica: Ferramentas tecnológicas impulsionadas por IA otimizam as atividades diárias do RH, liberando tempo para uma atuação mais estratégica e humanizada. Isso significa que o setor pode se concentrar em iniciativas que agregam valor, como desenvolvimento de talentos e aprimoramento da cultura organizacional;

  • Identificação e resolução de gargalos: A IA capacita a identificação e monitoramento de gargalos em processos, contribuindo para a resolução eficiente de problemas e o desenvolvimento contínuo dos profissionais. Isso traz resultados mais eficazes para a empresa como um todo.

O conjunto desses benefícios culmina na valorização crescente do RH dentro da empresa, transformando-o em um setor estratégico e orientado a dados.

Essa evolução não apenas fortalece a eficiência operacional, mas também promove um ambiente de trabalho mais inovador e adaptável às demandas do mercado.

Como utilizar a inteligência artificial no RH? 

A aplicação da inteligência artificial no campo de RH está gerando mudanças significativas nos processos desse setor, elevando a gestão de pessoal a um nível ainda mais estratégico.

Um dos pontos destacados é a capacidade de aprimorar a avaliação de extensos conjuntos de dados e acelerar o processo de tomada de decisões. Já está familiarizado com as principais utilidades da inteligência artificial no âmbito de RH? Apresentamos a seguir algumas delas!

tipos-de-registro-de-ponto

Análise de dados para obter insights 

A utilização da inteligência artificial no âmbito do People Analytics possibilita a coleta, organização e análise de extensos conjuntos de dados relativos aos membros da equipe, abrangendo aspectos como:

  • Desempenho;
  • Engajamento;
  • Satisfação;
  • Competências.

Essa tecnologia demonstra habilidade em identificar padrões, tendências e correlações nesses dados, gerando insights para embasar decisões estratégicas na gestão de pessoas.

Consequentemente, o profissional de RH consegue analisar de maneira mais ágil e precisa as necessidades dos colaboradores, dedicando mais tempo à implementação de soluções e ao acompanhamento do progresso da equipe.

Recrutamento e seleção

Quanto tempo você leva para preencher uma vaga? Dois, três ou até seis meses? Com a aplicação da inteligência artificial no RH, esse processo pode ser reduzido pela metade!

Compreendemos o quão demorado pode ser um processo seletivo, especialmente para cargos estratégicos. Dessa forma, por meio da tecnologia, o RH pode acelerar ainda mais as atividades, preservando a precisão e a qualidade na seleção.

Isso ocorre porque algoritmos podem examinar currículos, perfis e outras fontes de dados para identificar candidatos com as qualificações apropriadas para vagas específicas.

Além disso, a inteligência artificial no RH pode:

  • Facilitar e conduzir triagens;
  • Possibilitar entrevistas virtuais;
  • Avaliar a compatibilidade cultural dos candidatos com a empresa.

Gestão do desempenho

A inteligência artificial é capaz de realizar análises com base em dados, identificando padrões de desempenho e produtividade. A partir dessas informações, os gestores podem prever problemas, implementar ações e definir metas assertivas.

Além disso, a inteligência artificial também pode oferecer feedbacks contínuos e personalizados aos colaboradores, contribuindo para a melhoria de seu desempenho e criando uma cultura de excelência.

Desenvolvimento de pessoas

A inteligência artificial desempenha um papel importante na identificação das áreas de desenvolvimento dos colaboradores, utilizando a análise de seu desempenho e competências como guia.

Assim, ela permite identificar tanto as necessidades de cada setor quanto o potencial de cada colaborador. 

A partir dos dados minuciosamente coletados, a inteligência artificial no RH pode não apenas recomendar treinamentos, mas também criar programas de desenvolvimento personalizados. 

Essas recomendações e programas são projetados para atender às demandas específicas de cada colaborador, promovendo um crescimento mais eficaz e alinhado com as metas organizacionais. 

Esses são apenas alguns exemplos do potencial da inteligência artificial no RH, proporcionando vantagens como eficiência e personalização, capacitando esse setor a tomar decisões estratégicas de maneira muito mais ágil.

A inteligência artificial irá substituir os profissionais de RH? 

Vamos com calma. Não, a inteligência artificial não está prestes a substituir os profissionais de RH. Pelo contrário, ela é uma ferramenta que aprimora os processos e oferece insights valiosos. 

O papel humano na gestão de pessoas permanece essencial, trazendo elementos como empatia, discernimento e compreensão contextual que não podem ser realizados por máquinas. 

Enquanto a inteligência artificial agrega eficiência e análises avançadas, é a combinação harmoniosa da habilidade humana e da tecnologia que resulta na gestão eficaz e centrada nas necessidades individuais e organizacionais.

Conclusão

Durante a leitura deste artigo, tornou-se evidente o impacto que a inteligência artificial e a tecnologia têm nos resultados das empresas nos dias de hoje. Organizações que não acompanham as inovações acabam ficando atrás dos concorrentes.

Por outro lado, as empresas que priorizam a automação de seus processos demonstram ser mais estratégicas, possuem maior capacidade de tomada de decisão e alcançam maior assertividade. Isso se deve ao fato de que, ao depender da inteligência artificial no RH, os gestores podem embasar suas decisões em dados.

Entretanto, é importante destacar que a inteligência artificial no RH deve ser encarada como um suporte ao trabalho humano, não como um elemento que o substitui. Afinal, embora possa otimizar os processos, a responsabilidade pela humanização ainda recai sobre as pessoas.

Gostou do conteúdo? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades do mundo do RH e DP. Até a próxima!

Newsletter