O termo absenteísmo já é algo antigo no RH e há algum tempo que as empresas tentam reduzir essas taxas. Além disso, a busca por um RH cada vez mais estratégico vem crescendo rapidamente e isso leva a uma análise de dados mais assertiva.  

Por isso, é muito importante se atentar se sua empresa tem uma taxa de absenteísmo alta ou não. Então, continue a leitura porque iremos te explicar não só as principais causas, mas iremos fornecer dicas para você vencer esse desafio. Vamos nessa?  

O que é absenteísmo?

Absenteísmo significa, de forma geral, ausência. Em outras palavras, é quando o colaborador possui faltas, atrasos ou saídas antecipadas, sejam elas parciais ou totais. 

Entretanto, se a taxa de absenteísmo estiver muito alta, é um sinal de algo na empresa está precisando de atenção. Dessa forma, o gestor precisa ficar atento e tomar ações para evitar essa situação. Porém, iremos falar disso adiante. 

Além de problemas financeiros, um alto índice de absenteísmo prejudica todo o trabalho em equipe, pois afeta diretamente a produtividade do time. 

Teste-grátis

O que diz a lei

De acordo com a CLT, o termo absenteísmo pode significar as seguintes situações: 

  • faltas injustificadas durante o horário de trabalho; 
  • atrasos, saídas antecipadas ou intermediárias;
  • suspensões disciplinares;
  • horas de atestado;
  • atestados médicos do colaborador, parcial ou integral;
  • atestados médicos parciais ou integrais de filhos, entre outros.

 A Consolidação das leis de trabalho (CLT), também ressalta algumas punições caso essas situações se tornem frequentes. A primeira atitude a ser tomada é a advertência e ela pode ser tanto verbal quanto por escrito. Além disso, a advertência funciona como um alerta para o funcionário. 

Caso o colaborador insista nesse comportamento, mesmo depois da advertência, o empregador pode suspender o contrato de trabalho por 30 dias. Contudo, o artigo 474 da CLT, informa que a suspensão do colaborador superior a 30 dias implicará na demissão sem justa causa

No entanto, em casos mais graves, essas atitudes podem ocasionar a rescisão por justa causa. Porém, é preciso bastante atenção ao tomar essa decisão, uma vez que a CLT descreve que a demissão por justa causa ocorra após 3 advertências e 2 suspensões. 

Lembrando que há situações em que o absenteísmo é considerado abandono de emprego, caso haja mais de 30 dias de ausência sem justificativas. Essa postura também pode acarretar na rescisão por justa causa.

Quais os tipos de absenteísmo? 

Para combater as altas taxas de absenteísmo, é essencial conhecer os tipos e as causas que levam ao grande número de faltas. Por isso, vamos dedicar os próximos tópicos a esses assuntos. 

Basicamente há dois tipos de absenteísmo: 

  • Faltas justificadas – São caracterizadas pelas ausências (faltas e atrasos) em que a empresa tem ciência do motivo. Dessa forma, idas ao médico ou licenças são exemplos de faltas justificadas.
  • Faltas injustificadas – São aquelas em que a empresa não permitiu a falta ou simplesmente o funcionário não deu nenhum parecer. Divergências internas ou algum acidente são exemplos de ausências sem justificativa. 

No próximo tópico iremos detalhar mais essas causas que levam um profissional a se ausentar do trabalho. Então, continue a leitura, pois é extremamente importante para você conhecer as possíveis causas para faltas e atrasos. 

vídeo youtube

Principais causas do absenteísmo 

É quase impossível uma empresa ter 100% de presença em todos os dias úteis do ano, pois as pessoas adoecem, precisam resolver problemas particulares em horário comercial ou simplesmente não se sentem seguras no  ambiente de trabalho. 

Por isso, é  fundamental que a empresa saiba o que acontece com seus colaboradores, além disso, os gestores precisam acompanhar suas equipes de perto para uma gestão eficiente. Então, sem mais delongas, vamos conhecer as principais causas do absenteísmo.

Licenças 

As licenças remuneradas são um direito do colaborador e podemos considerar como uma ausência justificada. Existem muitos tipos de licenças remuneradas, porém as mais comuns são casamento, maternidade e paternidade

Cada uma dessas licenças tem um período determinado pela CLT, contudo elas acontecem em um momento específico da vida do profissional. 

Questões de saúde

Outro motivo que leva muitas pessoas a faltarem ou atrasarem para o trabalho são as doenças. Podemos dizer que essa é a causa mais comum entre os colaboradores para justificar as ausências. 

Segundo um dado divulgado pelo INSS, os problemas relacionados a dores na coluna lideram o ranking de afastamentos por doenças. 

Contudo, caso os números de atestados sejam recorrentes e o funcionário não tenha nenhuma doença aparente, é um sinal de alerta para o gestor. Isso porque ela pode ser uma justificativa para encobrir o verdadeiro motivo das faltas e atrasos. 

Falta de motivação 

Tem profissionais que, em algum momento da carreira, se sentem desmotivados e insatisfeitos. A maioria deles não tem nem vontade de levantar da cama e isso é comum de acontecer, pois não estamos sempre felizes. Porém, quando isso se torna frequente, é sinal de que algo sério está acontecendo. 

Por isso, o gestor e até mesmo o RH, precisa ir na raiz do problema e descobrir o que está acontecendo. Abaixo, listamos algumas situações que levam a esse sentimento ruim. 

Estresse, depressão e ansiedade

Atualmente, as doenças psicológicas têm crescido muito, principalmente no âmbito profissional. O estresse, a depressão e a ansiedade, por exemplo, são sérios problemas de saúde que precisam da devida atenção. 

Caso isso aconteça, a empresa deve prestar todo o auxílio necessário, e isso inclui o tratamento adequado para a recuperação do colaborador.  

Conflitos internos

Nós vivemos em sociedade, ou seja, estamos sempre em contato com outras pessoas. No trabalho isso não seria diferente. Entretanto, lidar com pessoas nem sempre é uma tarefa fácil e pode ser que ocorram conflitos entre as equipes. Dessa forma, quando esses atritos não são tratados, podem gerar sérios problemas para os envolvidos e até desmotivar quem está “de fora” da situação. 

Insatisfação com a cultura organizacional da empresa

A cultura organizacional de uma empresa é o conjunto dos valores, diretrizes e ações que conduz um negócio. Quando alguém não está alinhado com essa cultura, isso gera um sentimento desencorajador nos funcionários. Dessa forma, essas insatisfações com a empresa podem acarretar em atrasos e faltas. 

Assédios 

Infelizmente, tem profissionais que sofrem assédio moral e bullying no meio de trabalho. Essa atitude traz um sentimento ruim, desmotiva o profissional e consequentemente as ausências do trabalho. 

Além disso, os assédios físicos podem ocorrer e isso gera graves problemas para quem está sendo agredido e para quem está praticando tal ato. Esse problema também acarreta em faltas e atrasos. 

Como calcular a taxa de absenteísmo? 

Existem uma série de indicadores de desempenho que auxiliam tanto o RH quanto os líderes na gestão empresarial. A taxa de absenteísmo é uma métrica muito importante para medir a produtividade e a saúde da empresa. 

Como já percebemos ao longo da leitura deste conteúdo, uma taxa de absenteísmo alta gera consequências sérias para o negócio, inclusive no âmbito financeiro.  

Por isso, vamos te mostrar como realizar o cálculo dessa taxa para que você consiga mensurar se sua empresa tem um índice aceitável de absenteísmo, ou seja, de faltas e atrasos. 

absenteísmo

Absenteísmo = horas faltosas / horas totais x 100 

Vamos te dar um exemplo. Uma determinada empresa tem 15 funcionários, que trabalham 8 horas diárias, durante 22 dias úteis no mês. Em um determinado mês, essa empresa contabilizou 150 horas faltosas. 

Primeiramente, vamos calcular o valor total de horas daquele mês: 

Horas totais = 15 x 8 x 22 = 2.640 

Agora, é só aplicar na fórmula: 

Taxa de absenteísmo = 150 / 2.640 x 100 

A taxa de absenteísmo equivale a 5,68% naquele mês. 

Qual o índice aceitável de absenteísmo?

Sabemos que o índice de absenteísmo nunca é igual a zero, pois é quase que impossível uma empresa ter 100% de presença durante todo o ano. Contudo, não existe um consentimento quanto ao número de faltas e atrasos considerado ideal. Isso porque vários fatores influenciam, tais como segmento e tamanho da empresa. 

Entretanto, uma pesquisa divulgada pela revista Exame, informa que no setor de serviços, há em média 5% de faltas por dia e que no varejo essa taxa pode chegar a 10%. Vale ressaltar que quanto menores forem esses números, melhor será para a empresa.  

Turnover e absenteísmo?  

O turnover é um índice que mostra a média de rotatividade da empresa, ou seja, as contratações e as demissões. Mas, o que o absenteísmo tem a ver com o turnover? Ambos são indicadores de possíveis problemas na empresa, por isso, eles devem ser analisados com muito cuidado. 

No entanto, alguns motivos que levam as altas taxas de turnover nas empresas podem estar relacionados às taxas de absenteísmo. 

Newsletter

Dicas para reduzir a taxa de absenteísmo

Invista na cultura organizacional 

Boa parte do dia dos trabalhadores é dedicado à empresa. Por isso, é importante trabalhar a cultura organizacional na empresa de modo que todos se sintam parte do time. Dessa forma, você consegue alinhar os valores da empresa com os seus funcionários. 

Faça uma pesquisa e veja como os seus colaboradores se sentem ao trabalhar na empresa. Isso vai te dar insumos para apurar se a organização tem um ambiente de trabalho agradável ou não. Assim, você pode tomar ações para diminuir as faltas e atrasos. 

Trabalhe a comunicação interna

Parece batido esse assunto, mas a comunicação é essencial para manter o time produtivo e todos empenhados. Então, invista em canais que possibilitam a comunicação com toda a empresa sem nenhum tipo de ruídos, além disso, dar feedbacks frequentes também soluciona muitos problemas ligados à falta de comunicação. 

Cuide da saúde mental dos seus funcionários 

Como vimos anteriormente, uma das causas do absenteísmo são as doenças relacionadas à saúde mental, principalmente após a pandemia. Em função disso, é necessário que os gestores se atentem aos indícios de que algo está acontecendo com a equipe. 

Além disso, o RH tem uma missão muito importante nesse ponto, já que muitos possuem psicólogos à disposição para auxiliar os funcionários que estão passando por algum transtorno. 

Horários flexíveis 

Você já percebeu que tanto o home office quanto o modelo de trabalho híbrido cresceu muito nos últimos anos. Além disso, muitos colaboradores precisam faltar ou sair mais cedo por causa de problemas pessoais, incluindo familiares. 

Dessa forma, você pode investir em uma jornada de trabalho flexível para ajudar os seus profissionais que precisam levar o filho ao médico ou cuidar dos pais, por exemplo. 

NR17 e absenteísmo

O NR17 é um conjunto de normas da CLT, juntamente com outras entidades trabalhistas, que regulamenta assuntos ligados à saúde do trabalho. 

Em outras palavras, o NR17 é um guia de ergonomia que ajuda na construção de condições apropriadas de trabalho, levando em consideração a saúde dos colaboradores. Por isso, verifique se na sua empresa existe algum tipo de risco prejudicial ao funcionário, tais como, cadeiras confortáveis, iluminação adequada, posição dos equipamentos, entre outros. 

Algo simples, mas que tem um efeito muito positivo na saúde da empresa, são os exercícios e alongamentos realizados durante o dia. Então, faça uma pequena pausa, de 10 minutos, para que os seus profissionais relaxem os músculos e se concentrem melhor no trabalho. 

Controle do absenteísmo 

Bastante coisa, não é mesmo? Porém é possível fazer uma gestão das horas faltas de forma simples e otimizada, assim, sobra tempo para você investir em seus colaboradores. Quer saber como? Utilizando For Time, nosso software para controle de ponto online

Com o nosso sistema, você faz a apuração de ponto de forma descomplicada e visualiza um dashboard completo que mostra a quantidade de faltas e atrasos em determinado período. Além disso, você conta com relatórios que se adaptam à sua realidade. 

Mas como realizar o controle de horas se tenho funcionários trabalhando em casa? Não se preocupe com isso, pois você pode utilizar o nosso aplicativo para registro de ponto, que contém geolocalização e confirmação de registro por foto. 

Ficou interessado? Clique na imagem abaixo e não sofra mais com taxas absurdas de absenteísmo.

Descomplique-o-seu-RH