Hoje em dia, um RH mais estratégico e com o foco na motivação dos colaboradores, vai além do salário e de um bom clima organizacional. Ou seja, é preciso contar com os benefícios corporativos.

Contudo, para saber aplicar o benefício certo para as necessidades da sua equipe, é preciso conhecer quais são eles e suas vantagens para a empresa.

Então, para te ajudar, vamos esclarecer todos esses pontos aqui e agora. Vamos nessa?

O que são os benefícios corporativos?

Para começar, vamos esclarecer o conceito dos benefícios corporativos: são recursos que a empresa oferece com o intuito de trazer melhorias nas qualidade de vida dos seus colaboradores.

No entanto, os benefícios corporativos tem como objetivo impactar positivamente os funcionários, tanto na vida profissional quanto na vida pessoal.

Mas, vale ressaltar que é preciso uma boa gestão dos benefícios, ou seja, não dá para oferecer qualquer benefício sem saber quais são as necessidades dos colaboradores.

Dessa forma, o RH da empresa precisa contar com estratégias para saber o que é melhor para os seus profissionais.

Solução-para-o-Controle-de-Ponto

Quais são os principais benefícios corporativos?

Os benefícios corporativos complementam a remuneração dos colaboradores, uma vez que, alguns deles representam um custo necessário para o funcionário. Assim, quando são fornecidos pela empresa, o profissional não tem que pagar com o próprio salário.

Entretanto, a CLT determina alguns benefícios como obrigatórios, ou seja, a empresa precisa cumprir o que diz a lei. Contudo, existem outros benefícios, que não são obrigatórios, mas que ajudam a reter talentos.

Então, veja nos próximos tópicos quais são esses dois tipos de benefícios corporativos.

Benefícios obrigatórios

Como já vimos, são  previstos pela CLT e existem para proteger o profissional.

13° Salário

O décimo terceiro salário consiste em uma remuneração adicional aos profissionais que possuem carteira assinada.

Ela também é chamada de Gratificação de Natal e geralmente as empresas pagam esse salário extra no final do ano – novembro e dezembro.

Dessa forma o valor 13° salário é o baseado na última remuneração. Além disso, para os colaboradores que ainda não completaram 12 meses, eles recebem o equivalente aos meses trabalhados.

FGTS

O FGTS, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, é um direito de todo trabalhador que possui carteira assinada. Ele está descrito na Lei n° 8036, publicada no dia 11 de maio de 1990.

Ele corresponde a uma contribuição mensal feita pela empresa e que não pode ser descontada do salário. A lei estabelece que o empregador precisa depositar um valor equivalente a 8% do salário bruto.

Entretanto, esse valor fica retido e o colaborador poderá retirar em situações específicas, como a compra da casa própria, aposentadoria ou doenças sérias.

Vale-transporte

Como já sabemos, os profissionais passam mais tempo no trabalho do que em qualquer outro lugar. Por isso, nada mais justo do que a empresa oferecer recursos para que os colaboradores consigam chegar ao local de trabalho.

No entanto, a lei estabelece algumas regras para que esse benefício seja válido. Nesse contexto, o valor do vale-transporte deve ser estabelecido previamente e corresponder ao caminho de ida e volta do colaborador.

Além disso, a lei estabelece que a empresa pode descontar até 6% do salário do funcionário, assim, ela arca com o restante do valor.

Adicional noturno

Como o próprio nome já sugere, esse benefício é concedido aos colaboradores que trabalham no período da noite. Assim, ele consiste em uma porcentagem além da remuneração para os profissionais que trabalham entre às 22h e 5h.

Férias remuneradas

As férias remuneradas estão previstas no artigo 129 da CLT, e consiste naquele período que o colaborador tem para descansar. É importante ressaltar que o funcionário só possui o direito às férias após completar 12 meses de empresa.

Licença-maternidade e licença-paternidade

Tanto a licença-maternidade quanto a licença-paternidade são benefícios previstos por lei. Porém, elas possuem características diferentes.

De acordo com o artigo 392 da CLT, as mulheres que tiveram filhos têm direito a 120 dias dedicados ao seu recém-nascido. Já os pais, a regra para todo o Brasil é que os homens possuem o direito a 5 dias de licença-paternidade.

Auxílio-creche

As empresas que possuem mais de 30 colaboradoras com mais de 16 anos precisam disponibilizar um espaço apropriado para que as mães deixem seus bebês com idade até 6 meses.

Caso a empresa não consiga oferecer esse local, é obrigatório o pagamento de um auxílio-creche. Portanto, o valor pode variar de acordo com a convenção coletiva.

Outros benefícios que ajudam a reter talentos

Por outro lado, temos os benefícios que não são obrigatórios, porém, ajudam a reter talentos. Além disso, eles podem se tornar componentes competitivos. Então, veja quais são esses benefícios.

Plano de saúde e odontológico

Podemos dizer que o plano de saúde é um dos benefícios mais valorizados na empresa. Em contrapartida, ele é um dos mais caros.

Contudo, empresas que investem em planos ou assistência média de qualidade para seus funcionários têm mais chances de reter e atrair talentos. Afinal, estamos falando de algo muito importante, principalmente quem possui algum dependente.

Com o plano odontológico não é diferente, uma vez que esse tipo de serviço não é muito acessível às pessoas.

Vale-alimentação e vale-refeição

Já falamos que os colaboradores passam a maior parte do tempo no trabalho, certo? Além disso, o intervalo intrajornada é previsto pelo artigo 71 da CLT.

Por isso, nada mais justo do que oferecer um vale-refeição ou um vale-alimentação para os funcionários, não é mesmo? Além dos vouchers, a empresa pode disponibilizar a alimentação na própria empresa ou em restaurantes parceiros.

Não existe um valor estipulado para esse tipo de benefício. Assim, o valor pode ser estabelecido pela própria empresa.

Vale-combustível

Já vimos que o vale-transporte é obrigatório e previsto por lei. Por outro lado, o colaborador que tiver e puder se deslocar para o trabalho com veículo próprio pode receber um auxílio para o combustível.

Porém, é importante ressaltar que a empresa não pode descontar nenhum valor no salário do profissional.

Gym pass

Geralmente, esse tipo de benefício está ligado às atividades físicas e bem-estar dos colaboradores. Assim, a empresa pode optar por um cartão que concede aos profissionais descontos em academias.

Vale-cultura

Esse benefício está relacionado ao lazer dos funcionários e ele pode ser extremamente positivo para a empresa. Isso porque investir em cultura é muito importante para a saúde física e mental dos colaboradores.

O vale-cultura é um benefício corporativo mensal, onde os profissionais podem ir a eventos culturais, como cinema, teatros e museus. Além disso, ele pode ser usado para a compra de livros.

Home office

Já é perceptível que o formato de trabalho home office tem crescido muito nos últimos anos. Para alguns profissionais, esse modelo se tornou extremamente viável.

Por isso, algumas empresas têm apostado no home office como um benefício.

Participação nos lucros

A Participação nos lucros ou apenas PL, está na lista dos benefícios mais apreciados pelos colaboradores. Ele corresponde a um valor pago aos profissionais como um tipo de recompensa pelos bons resultados.

Day off

Algumas empresas adotaram o day off, ou seja, é concedida uma folga ao colaborador no dia do seu aniversário. Essa prática conquista muitos profissionais, uma vez que todos querem comemorar o dia em que nasceu, certo?

Horários flexíveis

A CLT determina as horas que os profissionais devem cumprir no dia ou durante a semana. Porém, oferecer horários flexíveis aos colaboradores é um benefício muito valorizado.

Dessa forma, o funcionário pode escolher os horários que atendem melhor a sua rotina e cumprir a carga horária exigida.

Parcerias

Uma outra forma de valorizar os seus funcionários é oferecer parcerias em diversos estabelecimentos, tais como salões de beleza, lojas de roupas, clínicas estéticas ou até mesmo faculdades.

benefícios-corporativos

Quais as vantagens de oferecer benefícios corporativos para os colaboradores?

Como já vimos, os benefícios corporativos são importantes para o bem-estar e saúde dos colaboradores. Além disso, as empresas que investem nos benefícios têm muito mais chances de reter talentos.

Veja abaixo outras vantagens dos benefícios corporativos:

  • Aumento da produtividade – quando a empresa oferece uma série de benefícios, os colaboradores se sentem valorizados e querem retribuir, aumentando, assim, a produtividade;
  • Redução do turnover – quando os funcionários estão satisfeitos, eles nem cogitam a possibilidade de mudar de trabalho;
  • Redução das taxas de absenteísmo – seguindo na mesma linha da valorização profissional, o funcionário não irá faltar com frequência.
  • Clima organizacional positivo – esses sentimentos refletem até na forma como o profissional vai interagir com a sua equipe e os demais setores, promovendo assim clima organizacional agradável;
  • Diminuição dos casos de Síndrome de Burnout – os profissionais terão tempo suficiente para o descanso e outros benefícios que serão benéficos à sua saúde, diminuindo as incidências do burnout.

Como escolher os benefícios certos para a sua empresa?

Não adianta conhecer todos os benefícios corporativos e aplicar todos na empresa. No entanto, é preciso fazer uma análise e de forma estratégica, escolher quais são os benefícios que fazem mais sentido para a cultura da empresa.

Dessa forma, é essencial planejamento e muita organização. Veja algumas dicas para te ajudar a escolher os benefícios certos para a sua empresa.

Converse com os colaboradores

Quem melhor do que os próprios funcionários para te contar quais são as suas necessidades? Essa é uma maneira de acertar nos benefícios corporativos e colocá-los em prática.

Faça uma pesquisa de clima e observe o perfil comportamental de cada profissional. Elas são ferramentas poderosas que irão ajudar muito o RH durante o processo.

Faça uma análise do perfil da empresa

Outra dica muito importante na hora de selecionar os melhores benefícios é analisar o perfil da empresa. Assim, é preciso levar em conta a cultura organizacional e ver se tal benefício faz sentido para a empresa ou não.

Pesquise quais são os benefícios mais oferecidos no mercado

Um dos objetivos dos benefícios corporativos é atrair novos talentos e se destacar no mercado. Por isso, acompanhar as tendências do mercado e o que as outras empresas estão contratando é muito importante para a estratégia.

Tenha uma boa gestão dos benefícios

Os benefícios vão muito além da satisfação dos colaboradores. Em outras palavras, o RH e o DP precisam ter uma gestão estratégica de todos os benefícios cooperativos.

Essa gestão diz respeito ao planejamento, gerenciamento adequado das ações e acompanhamento da interferência desses benefícios na vida de toda a empresa.

Se a sua empresa ainda não possui nenhum tipo de benefício corporativo, é hora de rever a sua estratégia e considerar uma nova proposta.

Com certeza, a aderência desses benefícios irão trazer muitas vantagens para a sua empresa, além de elevá-la a outro nível, pois a competitividade também irá aumentar.

E aí? Gostou do conteúdo? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades. Até a próxima!

Newsletter